• Alan da Silveira

8 em cada 10 alunos do ensino médio de Petrolina serão prejudicados caso o ENEM não seja adiado



Pessoal, o assunto mais comentado nas minhas redes esta semana tem sido sobre o ENEM e a COVID-19 e é sobre isso que a nossa pesquisa desta semana vai tratar.


Não é novidade para você o quão desigual o nosso sistema de educação básica é, principalmente quando traçamos uma linha entre o público e o privado. Com a pandemia, isso foi ficando mais evidente.


Enquanto a rede particular foi mudando o seu sistema de ensino para o modo online e seus alunos dispondo de internet, livros e espaço para acompanhar as aulas online, a rede pública foi ficando para trás.


Em Pernambuco, a rede estadual tem dado suas aulas por meio do youtube ou da TV estadual, com uma duração média de 2 horas por dia.

É notável a diferença no ensino esse ano e fica pior quando comparamos o número de estudantes nas duas redes.





Petrolina tem, na sua zona urbana, 79% dos alunos do ensino médio matriculados na rede pública estadual e apenas 16% na rede particular. Já na Zona Rural, 100% estão matriculados na rede pública (94% na rede pública estadual). Isso significa que mais de 90% dos alunos do ensino médio petrolinense serão prejudicados.





Não há outra alternativa a não ser adiar. Pressione o seu deputado para pedir o adiamento da prova e compartilhe essas informações!








13 visualizações

© 2020 por Alan da Silveira.